Autoestima, Mulher

Autoconhecimento – Meus amigos me abandonaram, e agora?

autoconhecimento

Quando a gente decide trabalhar o nosso autoconhecimento, automaticamente algumas pessoas se afastam de nós e logo bate aquela dúvida se estamos no caminho certo.

Antes de tudo, a gente acha que está fazendo tudo errado e tem medo de se aprofundar, mas quando isso acontece é sinal que as coisas estão mudando dentro de você. E quem não concorda ou só está ao seu lado pela conveniência do seu sim, rapidamente se afasta. Então, nos perguntamos: Meus amigos me abandonaram, e agora?

Embora pareça algo ruim, eu venho aqui te dizer que não é.

Porque as pessoas se afastam no processo de autoconhecimento?

Primeiramente quando trabalhamos o nosso autoconhecimento passamos a priorizar mais a nossa vontade e a nossa essência, com isso, as pessoas que não sabem a dizer “não” começam a aprender, e aquelas pessoas que estavam próximas apenas pela conveniência do “sim” começam se afastar.

Dessa maneira, minha amiga e terapeuta quântica, Anaíse Scaloppi, costuma dizer que cada pessoa vibra numa frequencia, e quando vibramos em frequencias parecidas nos aproximamos, e quando vibramos em frequências diferentes, geralmente nos afastamos.

Sabe aquela coisa de quando você é solteira e tem um grupo de amigas e quando passa a namorar a maior parte dessas amigas somem? Pois é, são vibrações diferentes, propósitos diferentes, não há nada de errado nisso. Precisamos saber lidar com isso!

Portanto aproximar ou afastar-se de algo ou de alguém faz parte da nossa trajetória e de nossas escolhas, não quer dizer que tenha algo de errado em você.

VEJA TAMBÉM

TÔ APRENDENDO

A RELAÇÃO DA AUTOESTIMA COM O QUE VESTIMOS

Dizer não é autoconhecimento

Quando chegou o momento de aprender a dizer “não” pra mim, confesso que fiquei muito preocupada, pois sempre tive muito problema de aceitação, tinha muito medo em dizer não para as pessoas e elas não gostarem de mim, não me aceitarem.

Dessa forma, eu passei a vida toda aceitando situações e amizades que não valiam à pena.

Mas, aprendi três coisas importantes:

  • uma, enquanto algumas pessoas se afastam, outras se aproximam, então não precisamos sofrer achando que ficaremos sozinhas;
  • duas, dizer não é necessário, priorizar o meu gosto, o meu jeito, a minha verdade é prioridade;
  • três, as pessoas não precisam estar perto de nós por conveniência ou por amarem apenas nossas qualidades, elas precisam amar o pacote completo, amar os “sim’s” e os “nãos”.

E no vídeo eu explico melhor sobre tudo isso e conto um pouquinho da minha história!

CONFIRA O VÍDEO!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *