Autoestima, Maternidade, Textos

De protagonista na gravidez à coadjuvante no puerpério

Levante a mão quem se sentiu a última bolacha do pacote na primeira gravidez! Mas daí chega o puerpério!

Todos me elogiavam, dividiam comigo o lanche, faziam minhas vontades, eu tinha prioridade nas lojas, no banco, nos transportes coletivos e na vida da minha família.

E assim foram os 9 meses me sentindo a mais amada do mundo. Quanto carinho!! Quanto zelo!! Mas daí o bebê nasce e… toda aquela atenção vai apenas e exclusivamente para ele.

No puerpério, o bebê sempre está rodeado de pessoas e ganha muitos colos. Já você fica lá escondida no quarto tentando dormir uns minutos no momento em que chega mais uma visita.

O bebê sempre está de barriga cheia e banho tomado. Enquanto você fede a leite, está sagrando como uma vaca e seu cabelo não vê água desde o parto.

VEJA TAMBÉM

Quem é Mulher Maravilha

A importância de se despedir dos filhos na hora de trabalhar

O bebê chora e todos querem logo descobrir a causa, é fome? Cólicas? Sono?
Enquanto você chora escondida no banheiro, de medo, de cansaço, de dor…. ninguém pergunta, ninguém vê, ninguém nota.

Ninguém pergunta se você está se alimentando bem, se está com o peito duro e cheio de feridas, mas o bebê precisa estar bem alimentado.

Ao sair de casa o bebê deve estar sempre bem arrumado com todo o enxoval caríssimo que você comprou, enquanto você comemora um banho de 5 minutos e o fato de encontrar uma roupa que ainda cabe em você e dê pra tirar o peito de dentro.

Ah e não pode esquecer nada da bolsa do bebê cuja a lista é enorme, afinal você é a mãe!!! Mas até outro dia você nem sabia que 90% daquelas coisas existiam, mas você é a única obrigada a lembrar de tudo, porque você é mãe! É… como as pessoas são cruéis, nos veneram na gravidez e depois nem lembra que ali mora um ser humano, sensível, com medo e com muitas dores.

Ei! Não quero te desanimar, só quero que não se iluda!!! Entre na maternidade sabendo que é a maior e a melhor transformação da sua vida, mas a partir do momento que o bebê nasce são muitos desafios que você precisa vencer diariamente.
Um dia a glória chega, mas até lá, você não é a protagonista da história!

Texto: Tati Serafim @canalsaltoalto

 

 

 

 

 

(1) Comentário

  1. […] De protagonista na gravidez à coadjuvante no puerpério […]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *